Sessão pipoca: Filmes para chorar

Essa última semana foi bem intensa pra mim, estudei muito esse ano para fazer essa prova e não via a hora de descansar e poder fazer o que eu gosto. Juro que passei praticamente o ano todo sem ver séries e filmes direito - achei que fosse morrer! - Mas sobrevivi e aproveitei esses dias pré-enem para tirar o atraso. Meus professores pediram para gente pegar leve na última semana, então corri para o computador e me joguei hahaha Comecei a ver uma nova série e assisti vários filmes que valem a pena indicar para vocês, mas os escolhidos de hoje foram os meus preferidos.
White bird in a blizzard: Fiquei meio em dúvida se assistia ou não o longa, achei o nome bem estranho e não vi se fizeram uma tradução adequada para o cinema aqui no Brasil. Então para não perder tempo eu resolvi ver o trailer primeiro e depois de assisti-lo tive certeza que eu tinha que ver o filme. O elenco é incrível começando pela protagonista, Shailene Woodley me encantou em "A culpa é das estrelas" e eu tive certeza que ela não ia fazer diferente agora. O filme conta a história de uma adolescente que é abandonada pela mãe aos 17 anos. Kat tenta superar tudo isso com a ajuda do pai, de uma psicóloga e dos seus amigos, mas com o tempo ela descobre que tem muitas coisas sobre o desaparecimento da mãe que ela deveria saber.
If I stay: Acabei de assistir e estou morrendo de amores por esse filme! Minha amiga assistiu e me mandou um áudio falando: Malu, não posso ver esse tipo de filme. Preciso de um namoro assim! hahaha Nesse exato momento eu liguei o computador e dei play. Adoro romances e pode me julgar por isso - mentira, não pode não!- Mas então, o filme conta a história de Mia, uma garota apaixonada por música clássica e que divide seu coração entre o violoncelo e Adam, um cara que apareceu na vida dela de repente e mudou tudo. Um dia ela e a família resolvem viajar e acabam sofrendo um acidente de carro, os pais e o irmão de Mia morrem e ela enquanto está em coma precisa resolver se vale a pena ou não continuar vivendo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário