A gente cresce

 A gente acorda, toma café e vai enfrentar o mundo. Todos os dias lidamos com as mesmas pessoas e a cada manhã temos novas preocupações. A gente vive uma rotina maçante, que desgasta e as vezes parece tirar toda a força que temos. Uma prova chegando, uma conta para pagar, aquele sapato que você queria muito, mas nem sempre o dinheiro rola. É assim que a gente percebe que cresceu, quando os problemas vão além da roupa para festa do final de semana ou daquele carinha que não te da muita atenção. 
A gente cresce quando a responsabilidade depositada nos nossos ombros vai além da louça do café ou da ração diária para o cachorro. Quando eu ouvia a galera reclamando que sentia falta do colégio eu achava todo mundo meio louco por isso. Mas a saudade não é do professor morrinha, da coordenadora mala ou das incensáveis noites estudando matemática. A gente sente falta é de dias menos pesados, onde a única dor de cabeça é a nota vermelha do boletim, que cá entre nós, pode ser resolvida com menos horas no computador e mais tempo para o caderno. 
A vida é tão fácil quando não precisamos passar em uma boa faculdade, arrumar um emprego que pague bem e ter dinheiro para fazer o que quer. Quando a gente ainda não cresceu, tudo se resume em se tornar maior de idade, tomar uns porres naquele pub legal, tirar carteira, comprar um carro novo e é claro, sair de casa. Daí a gente aumenta, mas não só no tamanho e percebe que se tudo fosse assim tão fácil...  
É madrugada de segunda e eu tô na frente do computador tentando jogar para fora todo o medo com que tenho lidado. Tô desesperada com essa tal vida adulta e vivo me perguntando por que que a gente tem que crescer. Tudo é tão mais fácil sem tanto peso nas costas. Me sinto cobrada a todo momento, meus pais, o banco, meus amigos, todo mundo parece maquinas que entregam faturas e exigem pagamentos.
Ser adulto não é isso tudo, na verdade é muito mais que isso tudo. Acredite em mim, se crescer fosse bom não tinha tanta gente agindo como criança. 

4 comentários:

  1. Caramba que texto!
    Disse tudo. Quando somos mais novos ficamos loucos para crescer e nos tornar adultos, e quando esse dia chega só pensamos em voltar a ser velhos adolescentes.
    Ameei seu texto!
    Beijocas ;*
    www.justmaay.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente isso Mayara, você entendeu tudo!

      Excluir
  2. Que texto! Já senti e ainda sinto o mesmo peso que você! Já são incontáveis as noites mal dormidas, as lágrimas escorridas no pensar desesperado do "cresci, e agora?"! Me senti jogada num deserto imenso, sem nenhum sinal de vida e sem noção nenhuma de para onde correr, de qual caminho é o correto... Hoje, com 22 anos, aprendi uma coisa: passa! Como tudo na vida, esse desespero também passa e aos poucos a gente vai encontrando nosso melhor caminho! www.vendoalemdoespelho.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eryen, é tão bom encontrar alguém que compartilhe dos mesmos problemas e o que é melhor, que superou tudo isso! Comecei a entender que o tempo sempre ajuda e que as coisas realmente passam, tanto as boas quanto as ruins. Obrigada por me lembrar disso!

      Excluir